5 Passos para você criar ou reformular a sua estratégia de branding em 2020

5 Passos para você criar ou reformular a sua estratégia de branding em 2020

Escrito por Criável

A indústria da moda é cheia de vícios, mas a gente sabe que já não dá para fazer as coisas como a dez ou quinze anos atrás. O mundo mudou e é claro que a moda mudaria com ele. Se antigamente o foco de um negócio de moda estava nos seus produtos, esse protagonismo agora é (no mínimo) dividido com a construção de uma marca inesquecível. Uma marca capaz de falar com pessoas, expressar seu pequeno universo, inspirar novos modos e usar o seus pontos de contato como espaços para compartilhar conhecimento. Parece complicado? A gente garante que não. A seguir, te explicamos em 5 passos muito simples a como criar ou reformular a sua marca dos sonhos, com significado, desejo e relevância para os dias de hoje.

1 – Saiba em que Era da Moda você está

Muitas empresas ficam [email protected] e nunca têm certeza se as suas escolhas vão agradar o seu público. Planejar uma coleção sem conhecer o que o público quer é talvez o erro mais comum ainda cometido por quem trabalha na nossa indústria.

Colaboração, consciência, legitimidade: Essas são algumas das palavras-chave mais importantes para a construção de uma marca em 2020.

Colaboração porque marcas não são bolhas, mas comunidades, feitas por pessoas e para pessoas. Lembra quando a moda super estimava um produto exclusivo? Pois agora o que ela valoriza são marcas inclusivas, pensadas de maneira coletiva, com foco no desenvolvimento humano.

consciência fala sobre a possibilidade da sua marca ser uma plataforma que ajude a disseminar práticas e valores mais saudáveis para o mundo. Você pode começar se perguntando “Qual é a minha causa?” e a partir dessa resposta, começar a desenhar um propósito para o seu negócio, tendo em mente porque a sua marca existe além de lucrar.


E por último, legitimidade. Marcas são acordos feitos com os seus seguidores, fãs e clientes, e respeitar esses acordos com a máxima coerência é de extrema importância. Há muitas histórias recentes de marcas que pregavam um determinado comportamento, enquanto nos bastidores trabalhavam de forma praticamente oposta. Não importa o quanto você invista nos próximos passos: Se a sua marca não cumpre com o discurso que propõe ou se preocupa em apenas anunciar seus produtos, ela dificilmente vai encontrar conexão com o público consumidor dos dias de hoje.

2 – Defina o seu Estilo de Vida

Quais são as inspirações que guiam o planejamento e a criação das suas coleções? Será que elas estão conversando com a sua realidade? É muito raro encontrar fontes de referências pensadas para o mercado brasileiro.  Aquela pessoa lá na Europa, vivendo no frio de -2 graus que cria as cartelas de cores não sabe realmente o que é desejo para quem vive aqui no nosso Brasil.

O seu estilo vida, bem como o da sua equipe, pode te dar as melhores pistas para a criação da sua estratégia de marca. Suas playlists do Spotify, seu filme favorito, aquele livro que mudou a sua vida, o restaurante em que você sempre volta. Tudo isso pode te abastecer com símbolos e sentidos para enriquecer o valor percebido dos seus produtos. 

A partir da definição do Estilo de Vida, você pode criar as brand personas da sua marca – personagens fictícios que expressam com realidade os seus públicos. Para fazer esse exercício, escolha um nome para a sua brand persona e comece a preencher ao redor dele que lugares ela frequenta, quais são suas maiores paixões, hobbys, sonhos, etc. Você pode se inspirar em pessoas reais, amigos ou até mesmo celebridades, e buscar imagens para ilustrar tudo isso.

Mas atenção, é importante ser coerente e tomar cuidado com as contradições de uma brand persona excessivamente idealizada. Por exemplo, se o seu personagem é ativista ambiental, ele provavelmente não frequentará spas ou restaurantes de luxo. Mas é possível que ele adore fugir para montanha quando deseja relaxar ou frequentar feiras de produtos artesanais nos fins de semana.

Com todo esse repertório, pouco a pouco você terá uma definição clara do estilo de vida da sua marca, o que vai te ajudar a tomar todo tipo de decisão, desde o visual merchandising da sua loja ao conteúdo para os seus stories do Instagram. E, ainda mais importante, você será capaz de reconhecer o seu público nas ruas, saber onde encontrá-lo e estar sempre atualizado sobre o que ele precisa.

3 – Descubra a sua Verdade

Muitas marcas ainda se sentem inseguras na hora de definir as estampas, os tecidos, a modelagem e as peças chave da sua coleção. Pois então você precisa saber que as suas escolhas vão influenciar diretamente no resultado que você quer alcançar. 

O próximo passo é fundamental para a construção de uma marca apaixonante, não só para o seu público, como para a sua equipe. Para manter o seu time engajado, motivado e, é claro, feliz, é preciso se desligar um pouco dos constantes reports de tendências, dos relatórios de rentabilidade, e olhar para algo muito mais delicado e subjetivo: A essência da sua marca.

Então chegou a hora de você se perguntar: Tendências, coleções, pessoas e cenários vêm e vão. E o que não muda jamais na minha marca? O que é natural e permanente no meu jeito de fazer as coisas? E quais são as qualidades que tornam única a minha essência?

A nossa dica é que você tenha com quem trocar na hora de responder essas perguntas, isso vai deixar tudo mais fácil. Mas se mesmo assim você tiver dificuldade para articular algo que você talvez já saiba intuitivamente, a gente recomenda que você apenas liste as imagens e palavras que vêm imediatamente à sua cabeça ao pensar na sua marca.

Feito o exercício, experimente ranquear as 5 palavras ou conceitos de mais valor, que sejam mais recorrentes ou aderentes a forma com que a sua marca gostaria de ser percebida. Bom, você acaba de descobrir que ideias estão no seu eixo de posicionamento e precisam ser constantes na sua estratégia de branding para guiar os próximos passos.

Clique aqui para assistir a Aula 2 do Workchoque Branding 4.0 na veia com Renata Abranchs para aprender a definir o seu eixo de posicionamento.

4 – Transforme a sua verdade em diretrizes de linguagem

A linguagem de uma marca pode ser dividida em duas partes: Verbal e Não-Verbal, ou seja, Visual. E o jeito mais fácil de garantir que a comunicação esteja alinhada à essência da marca é justamente tangibilizando os atributos descritos no último passo em diretrizes de linguagem.

Fica tranquilo que não tem mistério. Vamos dizer que, por exemplo, o seu primeiro atributo é “pé na areia”. Agora tente pensar: Quais são os possíveis cenários do universo pé na areia? Quais são as texturas que me dão a sensação de pé na areia? Que tipo de beleza combina com pé na areia?

Vale repetir a pergunta para todas as áreas da linguagem visual: Casting, Acting, Beleza, Cenário/ Direção de Arte e Styling. Agora, repita o mesmo passo para a linguagem verbal, que pode ser dividida em duas áreas principais: “Como falamos?” e “Sobre o que falamos?”. 

Para deixar a tarefa mais fácil, vale, novamente, pensar em pessoas reais, como amigos ou celebridades. Como é a voz de uma pessoa pé na areia? Quais são os assuntos sobre os quais essa pessoa mais gosta de conversar?

O cruzamento dessas respostas será a base de uma comunicação envolvente que só a sua marca saberá fazer.

5 – Alinhe a sua verdade aos seus produtos

E o seu mix de produto, ele reflete as suas 5 palavras ou conceitos de mais valor? Chegou a hora de fazer o mesmo exercício com as cores, shapes, materiais, estampas, enfim, com cada pequeno detalhe do seu produto.

O mais importante é que você entenda que o Branding é uma bússula e que ele sempre estará acima do seu negócio, guiando cada movimento da sua marca. Ele não só vai renovar as suas motivações para empreender, como vai manter toda a sua equipe na mesma página, além de te dar um mapa para que você nunca mais se sinta perdido, sem saber em qual direção crescer ou no que apostar. 

Quer saber mais sobre essa ferramenta fundamental que vai deixar a sua marca muito mais valiosa? Conheça o nosso curso ‘Menos Tendência, Mais Essência’, e mergulhe nessa metodologia comprovada por marcas como Farm, Maria Filó, Hering, Salsa e muitas outras.

São mais de 25 horas de aulas online de branding, estratégia, storytelling, design de produto; ou seja, tudo o que você precisa saber para construir a marca dos seus sonhos no calor da sua casa, de forma leve, gostosa e divertida com 7 dias de garantia para ninguém sair perdendo. Ou seja, você ainda tem uma semana inteirinha para decidir se esse conteúdo é pra você.

Clique aqui para se inscrever.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *