Branding da Adidas: o que podemos aprender?

branding-da-adidas

Branding da Adidas: o que podemos aprender?

Escrito por Criável

Você conhece o tênis das três listras, né? Repara, a gente nem precisou dizer o nome, mas temos certeza que vocês adivinharam! Esse é um dos sinais de que o branding da Adidas é muito forte, por isso, a gente vai avaliar essa trajetória e entender como usar essa ferramenta para o sucesso.

Se você chegou até aqui porque é fã de Esporte e Moda, com certeza vai gostar do post que a gente fez sobre a Lacoste. A francesa é um ótimo exemplo de como o branding pode fortalecer uma marca. Aliás, vocês têm gostado tanto dos nossos #EstudosDeCaso, que, dessa vez, a gente vai até a Alemanha entender como uma empresa familiar se tornou esse símbolo icônico, reconhecido e querido no mundo todo. 

Calma! O branding da Adidas não é exemplo só para marcas de Moda que querem abraçar o mundo, mas pode ser, se você quiser. Entender a natureza da marca e saber para onde direcionar seus esforços é essencial até para os pequenos negócios. Assim, você não perde tempo com produtos, ações ou até conteúdos sem saber onde quer chegar, e mais importante, COMO quer chegar.

O branding ajuda a aumentar a percepção de valor não somente dos seus produtos, por exemplo, como da marca como um todo. Por isso, é comum olharmos para nomes valiosos como o da Adidas, até porque, nesse caso, o começo não foi muito diferente da trajetória de vocês. 

Como tudo começou:

“Começamos em uma cozinha e conquistamos o mundo”. É assim que o próprio guia de branding da Adidas, fundada por Adi e Rudolf Dassler, começa a contar sua história. Na verdade, em 1924, o nome registrado era “Gebrüder Dassler Schuhfabrik”, em português: a fábrica de sapatos dos irmãos Dassler. A missão era a de confeccionar os melhores equipamentos possíveis para os atletas de cada esporte. 

Nos Jogos Olímpicos de 1928, na Holanda, e 1936, na Alemanha, atletas usando os produtos da marca conquistaram medalhas de Ouro. Esse foi o início da faísca do sucesso. Em 1947, os irmãos rompem a parceria. Rudolf Dassler funda sua própria marca em 1948, a Puma, e Adi Dassler chega com a Adidas em 1949. No mesmo ano, Adi registra um sapato com as icônicas três listras. 

O milagre, e o ponto de virada

Em 1954, um milagre tinha de acontecer. Na Copa do Mundo, Alemanha e Hungria disputavam a final. Os húngaros provavelmente seriam campeões. No entanto, o treinador alemão tinha uma certeza: seu time seria campeão se, durante o jogo, o estádio estivesse sob forte chuva. Isso porque os jogadores usavam , na época, A novidade da Adidas: uma chuteira com travas de rosca, que poderiam ser ajustadas dependendo das condições do campo. 

E não é que o milagre aconteceu mesmo? Uma chuva torrencial atingiu o estádio em Berna, na Suíça, e os alemães ganharam muito mais do que um troféu. A Adidas então, nem se fala, né? A partir daí, a marca se tornou referência no futebol, um título que carrega até hoje. 

Já o tradicional conjuntinho de calça e casaco, que com certeza vocês conhecem, foi apresentado em 1967. As peças abriram novos caminhos para a empresa que, até então, era apenas conhecida pelos sapatos. 

O branding da Adidas, de fato:

Um dos segredos da Adidas para atingir o sucesso foi ganhar a confiança dos atletas. Como fizeram isso? Adi Dassler tinha seu toque pessoal. Ele se encontrava com os atletas, escutava atentamente o que tinham a dizer, e constantemente observava o que poderia ser melhorado ou até inventado para suprir suas necessidades. Isso se chama pesquisa, tá?

Adi poderia não saber, mas, naquele momento, ele estava começando a criar o branding da Adidas! Por sinal, essa é uma metodologia muito parecida com a nossa, o #BrandingComAfeto, que coloca principalmente as pessoas em primeiro lugar! Você só consegue compreender e fortalecer a sua comunidade através da escuta atenta, assim, criando produtos que atendam verdadeiramente às suas necessidades. 

Além disso, outro princípio que a Adidas trabalha muito bem é a essência. Das quadras de futebol, às pistas de atletismo. Dos atletas às fashionistas. A essência da marca sempre vai se basear na qualidade e performance dos produtos, pensando em esportes, lifestyle e streetwear

Nos anos 2000, a Adidas mais uma vez reinventou o jogo, sendo a primeira a focar em roupas de streetwear inspiradas nos uniformes esportivos. As famosas collabs, com nomes como Stella McCartney, Pharrell Williams e até a queen Beyoncé, também ajudam a marca a se manter atual e conectada com a sua comunidade, hoje muito mais diversa do que nos anos 40.

Adidas + RIOetc

Parênteses: a nossa querida Renata Abranchs já teve a honra de colaborar um tempo para a Adidas, através do RIOetc e conhecer muito de perto as estratégias da marca para que ela se mantenha firme no nosso imaginário como esportiva com muito estilo, arte e autenticidade.  

O projeto era o seguinte: uma batalha de estilo entre as cidades mais trendy do mundo. Na época, o Rio estava entre elas. Daí, o RIOetc assinou a campanha aqui no Brasil, o planeta inteiro votou  e a gente ganhou essa batalha! O RIO foi campeão! 

Mas olha só: pra conceituar esse projetão, eles nos enviaram um documento impecável, com todo o branding da Adidas: diretrizes da marca, como fotografar, que tom de voz usar, qual a atitude das modelos… toda a estratégia de estilo, explicando, rigorosamente, cada detalhe das expressões da marcas. Isso segue sendo feito pela Adidas para garantir que os projetos saiam 100% de acordo com a identidade e posicionamento dela. Isso é Branding na veia! 

São ações como essas collabs que permitem que a marca se atualize, e a sua essência, mesmo que criada no século passado, não se perca durante o caminho. Por isso a gente sempre diz: Branding é ING! Não adianta fazer um guia de marca, identidade visual, traçar estratégias, se você não cuidar to-dos os dias! Como o branding da Adidas faz! 😉

Semana da Marca de Moda: como aplicar o branding

Como eu aprendo a fazer isso? Na Semana da Marca de Moda, a gente vai te ensinar a fazer #BrandingComAfeto, colocando as pessoas em primeiro lugar. Você vai aprender por onde começar, como encontrar e encantar o seu público, e finalmente, como transformar seu negócio em uma marca reconhecida. As aulas acontecem aqui no Youtube, nos dias 19, 20 e 21 de julho, às vinte horas! Ah, e o melhor: as inscrições são gratuitas! Corra e garanta sua vaga <3

Deixe seu comentário

Uma resposta para “Branding da Adidas: o que podemos aprender?”

  1. Adryana disse:

    Amo Adidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *