8 coisas que aprendemos conversando sobre novas linguagens de Moda onlife

Moda onlife

8 coisas que aprendemos conversando sobre novas linguagens de Moda onlife

Escrito por Criável

Confira os nossos insights para converter a sua comunicação em vendas

O mundo mudou, a Moda onlife também, e o jeito de comunicar produtos, serviços e coleções mais ainda. Com a chegada do Coronavírus, a nossa indústria se viu obrigada a aderir em clima de urgência a várias tendências de comunicação que, por aqui, há tempos a gente vinha observando. Mas, para além da estética, chegou a hora da gente falar sobre estratégia, bastidores, equipe criativa e muitos outros temas fundamentais para o desenvolvimento de imagens e narrativas icônicas, que façam a sua marca se diferenciar em meio a esse mar de informações chamado internet.

[email protected]? Então vamos lá. 😉

Ah, antes de começar, a gente só queria lembrar que esse post é o resultado de uma live feita pelo Bureau com a participação da Feb, nossa produtora de conteúdo, e do Raphael Lucena, fotógrafo e diretor da No Title. Para conferir é só clicar aqui.

#1 Foco total no e-commerce

Se ele ainda não era a sua principal vitrine, agora ele é. Invista em um ambiente online que possa traduzir todos os benefícios do seu produto e uma experiência de marca completa. É hora de investir em imagens de altíssima qualidade e criar lojas com personalidade, ainda que você divida espaço com muitos outros negócios dentro de um market place.  

#2 Storytelling sinestésico, sensorial e emocionante

E falando em imagens de altíssima qualidade… Não dá mais pra contar com imagens tipo lookbook ou still se queremos emocionar. É preciso mostrar o produto no detalhe e encontrar tecnologias que transmitam o toque da cada peça, a vibração das suas cores, a complexidade das suas estampas, etc. O mesmo vale para os textos de descrição de produto, sem falar no conteúdo institucional. Aproveite para atualizar a sua comunicação verbal criando um storytelling atraente, muito além do “calça jeans skinny 90% elastano”. Uma boa dica pensar na usabilidade de cada peça e, a partir daí, criar pequenas narrativas que envolvam o [email protected], seja através de botões e call to actions criativos, ou descrições que geram identificação ou imaginação em quem lê.

#3 Arte para criar significado em tempos tão sensíveis

Se você anda sentindo dificuldade – ou constrangimento mesmo – de criar campanhas e ofertar produtos quando tantas coisas sérias estão acontecendo no mundo, bom, a gente super te entende. E o que a gente recomenda nesses casos é que você use a arte como uma aliada para criar imagens relevantes, criando novos significados capazes de tocar as pessoas. A arte, a beleza, a subjetividade, a poesia, tudo isso tem um valor imenso e são verdadeiros bálsamos para quando estamos [email protected] tão sensíveis.

#4 Encontre o seu próprio ritmo

Não se sinta [email protected] a seguir o calendário convencional de Moda onlife. Nessas horas é preciso muito autoconhecimento para encontrar o seu próprio ritmo e estruturar a comunicação que, de verdade, você gostaria de desenvolver. Olhar para o seu Brandbook ou Guia de Marca com certeza pode te ajudar nessa tarefa e não se esqueça: Na Era pós-Coronavírus menos tem tudo para ser mais. Produzir conteúdo relevante demanda tempo e profundidade; e apressar o seu processo só para acompanhar uma mudança de temporada (que há muito já deixou de fazer sentido) pode acabar sendo um tiro no pé.

#5 Potencialize o seu time criativo

Bora olhar pra dentro? Pode ser que o seu time criativo tenha grandes talentos – que não estão sendo aproveitados por conta da alta demanda de trabalho. Converse, troque, compartilhe as suas angústias e sonhos com a sua equipe e dê espaço para que essas pessoas possam expressar novas ideias, pontos de vista e insights criativos.

#6 Tire proveito da “intimidade” que nasce do isolamento

Se tem algo interessante se revelando nessa quarentena, é essa proximidade, essa naturalidade, que a gente ganhou com o home office e as videochamadas. Aproveitar esses momentos que jamais seriam possíveis em um estúdio e contar as histórias de quem de repente é interrompido por um gato ou filho durante uma reunião online pode ser muito bacana para quem quer criar vínculos e sensações acolhedoras para a sua comunidade.

#7 Encontre [email protected] que tenham “O Olhar”

Muito mais do que o set, o equipamento, o casting ou a equipe perfeita, o momento pede profissionais que tenham um olhar sensível e apurado, capaz de criar histórias marcantes. E se você não tem essas pessoas na sua equipe, a nossa sugestão é que você procure em agências de conteúdo criativo – como a No Title, que a gente mencionou lá em cima! Um bom fotógrafo será capaz de produzir imagens emocionantes, não importa se com a melhor câmera ou pelo Zoom. E o “mesmo” vale para stylists, maquiadores, diretores de arte, e por aí vai.

#8 Procure novas fontes de inspiração

Saia do Pinterest e do Instagram, onde [email protected] parecem estar, e refresque as suas referências nos livros, nos filmes, nas exposições de arte, etc. E não vale usar o isolamento como desculpa, tá? Há muitas formas de fazer a sua pesquisa online, basta mergulhar.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *